Usuário:
Senha:
Esqueci minha senha
Não tenho cadastro
  21 de maio de 2018, Segunda-feira
Página Inicial
Sobre o Portal
Cavalo Crioulo
Cabanhas
Venda Direta
Plantel Cabanhas
Coluna Veterinária
Notícias
Eventos
Galeria de Fotos
Publicidade
Contato
 
 
 
 
 
 
 
 
Cavalo Crioulo
A ABCCC  | Freio de Ouro  | Morfologia  | Origens da Raça  | Vocabulário
Função
A análise morfológica, estudo do formato e da estrutura do animal - feita junto com as provas funcionais, que medem o desempenho - permite conhecer as verdadeiras características buscadas na raça. O crioulo deve ter o biotipo do cavalo de sela, abrigado dentro da sua tipicidade racial, e a funcionalidade serve justamente para explicitar isto.

O Cavalo Crioulo constitui uma raça equina das que mais contribuiu para o alto nível de excelência que a pecuária do Brasil vem obtendo, pois devido às suas características de rusticidade e força, esse cavalo aguenta muitas horas seguidas de trabalho direto no campo, de sol a sol. Pode-se dizer que já existe uma linhagem brasileira - que alia a morfologia Argentina à funcionalidade chilena - que já vem sendo reconhecida nos outros países e deve-se às provas funcionais do Freio de Ouro, responsáveis pelo grande desenvolvimento da raça em relação aos outros países.

Essa superioridade racial motivou a expansão para outros tipos de provas onde o Cavalo Crioulo se adapta muito bem, como cavalgadas, provas de laço, rédeas e enduros, nas quais vem se destacando.
Freio de Ouro

Denominado prova Flavio e Roberto Bastos Tellechea, é a maior e mais popular promoção da raça Crioula e, talvez, a maior competição de animais puros de uma só raça no Brasil. As 36 vagas para machos e as 36 para fêmeas, visando a grande final do Freio de Ouro, são disputadas por mais de mil animais em 51 credenciadoras que acontecem em São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e garantem vaga para as 9 etapas classificatórias, uma delas realizada em Montevidéu, no Uruguai. A grande fi nal do Freio de Ouro é disputada em agosto, durante a Expointer, sendo que a prova mostra ao público as habilidades de cavalo e do ginete, reproduzindo nas pistas os trabalhos do dia-a-dia no campo, além de testar a doma, a resistência, a docilidade, a aptidão e a coragem, que formam a funcionalidade do cavalo Crioulo.

A partir da parceria fechada entre o Canal Rural e a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos, as etapas classifi catórias e a fi nal passaram a ser transmitidas para todo o Brasil através do canal 35 da NET/SKY e por antena parabólica, dando ao evento uma exposição de caráter nacional.
Paleteada

� uma modalidade derivada da prova Freio de Ouro, onde o boi é conduzido por uma dupla de cavalos Crioulos ao longo de uma pista de 140 metros.

Hoje, possui 52 etapas entre classifi catórias, semifinais e final, contando com mais de 2.200 participantes ao longo de sua realização no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.
Tiro de Laço

O Tiro de laço, ou Crioulaço, promovido pela ABCCC, é um campeonato somente para cavalos Crioulos.

Hoje, possui 57 etapas entre classificatórias, semifinais e final, contando com mais de 4.000 participantes ao longo de sua realização no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.
Rédeas

� a modalidade de Hipismo Western na qual o cavalo recebe adestramento básico. Entre todas as modalidades, é a mais técnica. Qualquer cavalo que
pratique outra modalidade precisa de treinamento específico em Rédeas para obter sucesso. Controlar um cavalo não é apenas guiá-lo, mas dominar seus movimentos. O cavalo melhor controlado deverá ser voluntariamente guiado com pouca ou nenhuma resistência, pois qualquer movimento dele próprio poderá ser considerado como falta de controle.

A ABCCC promove, em outubro de 2005, a primeira edição do Potro do Futuro somente para cavalos Crioulos. Esta é uma modalidade tradicional em outras raças, em todo o mundo, e consolida a raça Crioula numa posição de destaque dentro do esporte de Rédeas.
Enduro

� uma prova que visa observar o conjunto cavalo e cavaleiro, onde ambos buscam superar seus limites no que diz respeito à resistência, velocidade e capacidade de recuperação frente a obstáculos naturais, terrenos e distâncias variadas.

Como em outros esportes eqüestres, o Enduro da Raça Crioula procura preservar a integridade física do ginete e dispensa uma atenção muito especial à saúde, bem-estar e futuro atlético do eqüino, tornando-se assim um esporte onde as exigências físicas dos competidores - cavalo/cavaleiro - são elevadas ao extremo.
Existem, hoje, 4 etapas no campeonato de Enduro,com mais de 200 participantes.
Marcha de Resistência

� uma competição cujo objetivo maior é demonstrar e difundir a capacidade de resistência do cavalo Crioulo.
Esta prova é realizada em conjunto com os vizinhos uruguaios, que possuem tradição nesta modalidade.

A marcha é a maior prova de resistência eqüina no mundo, pois se estende por 750 km, com pontos de descanso e controle veterinário. Ela acontece nos cenários reais dos campos gaúchos e enfrenta grandes diversidades como o frio, a chuva, o piso e os obstáculos naturais.
Fonte: Hilton Araldi e Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos Crioulos - ABCCC
 
  contato@portalcrioulos.com.br
Portal Crioulos - 2008 - Todos os direitos reservados
Um projeto de: MDR Engenharia de Sistemas